Maiara & Maraísa superam machismo da música sertaneja e comemoram sucesso

A música sertaneja virou a menina dos olhos de todo mundo que quer ganhar muito dinheiro com música. Afinal, o sertanejo é o gênero musical mais popular do País e movimenta uma indústria milionária. Mas está muito enganado quem acha que é fácil fazer dinheiro e sucesso na música sertaneja. Que o digam Maiara & Maraísa.

“Enfrentamos muitas dificuldades” – Maiara

Atualmente bombando com o hit “10%“, a dupla do Mato Grosso penou para chegar onde chegou – e boa parte das dificuldades veio pelo simples fatos de elas serem mulheres. “O mundo sertanejo é machista sim. A gente nem acredita que tantas coisas maravilhosas estejam acontecendo com a gente devido às dificuldades que enfrentamos”, admitiuMaiara em entrevista ao iG, preferindo deixar para trás os maus momentos

Dupla: Maiara & Maraísa

Dupla: Maiara & Maraísa

Para superar as dificuldades encontradas no meio do caminho, as irmãs gêmeas apostaram no talento e na paixão pela música sertaneja. Inspiradas por Irmãs Galvão, Leandro e Leonardo e Bruno e Marrone, a dupla estourou em 2013 com o hit “No Dia do Seu Casamento“. Dali pra frente, foi um sucesso atrás do outro e parcerias com nomes como Jorge & Mateus, Cristiano Araújo e Bruno e Marrone.

Parte desse sucesso se deve à popularidade do sertanejo – e as meninas sabem disso. “[A música sertaneja] É com certeza o ritmo mais popular do Brasil. O ritmo traz músicas que falam de situações reais, muito mais fácil das pessoas se identificarem”, defendeu Maraísa. “Ele abrange todas as classes sociais, abrange diferentes faixas etárias”, continuou.

Com a popularização, muitos fãs do sertanejo de raíz defendem que o gênero passou por tantas mudanças que nem pode ser mais chamado de sertanejo. Mas Maiara & Maraísa não concordam com isso. “A música sertaneja se modernizou, ela tem mais instrumentos, mas continua com violão e viola. Traz sanfona e guitarra”, disse Maiara. “Mas tem muita coisa por aí que realmente não é sertanejo”, reconheceu.

Via Portal IG

Topo